quarta-feira, 23 de abril de 2008




Essas imagens mostram de maneira bem evidente a repressão e violência que podem ser cometidas dentro de uma família.
Sem nem imaginar esse pai ao bater em seu filho ou em sua esposa poderá está criando um tipo de trauma, revolta que poderá gerar futuramente comportamentos agressivos.E isso acaba se tornando uma grande teia.
Independente do assuntos de que está se tratando,a repressão nada vale a pena.É preciso em toda família haver diálogo e compreensão para a hamonia do lar,que se refletirá na sociedade.

Oração da Família

Que nenhuma família comece em qualquer de repente
Que nenhuma família termine por falta de amor
Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente
E que nada no mundo separe um casal sonhador
Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte
Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois
Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte
Que eles vivam do ontem, no hoje em função de um depois
Que a família comece e termine sabendo onde vai
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor
E que os filhos conheçam a força que brota do amor
Abençoa Senhor as famílias, AMÉM!
Abençoa Senhor, a minha também!
Abençoa Senhor as famílias, AMÉM!
Abençoa Senhor, a minha também!
Que marido e mulher tenham força de amar sem medida
Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão
Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida
Que a família celebre a partilha do abraço e do pão
Que marido e mulher não se traiam nem traiam seus filhos
Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois
Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho
Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois.
Que a família comece e termine sabendo onde vai
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor
E que os filhos conheçam a força que brota do amor
Abençoa Senhor as famílias, AMÉM!
Abençoa Senhor, a minha também!
Abençoa Senhor as famílias, AMÉM!
Abençoa Senhor, a minha também! Abençoa Senhor, a minha também!

Padre Zezinho

-------------------------------------------------------------------------------------------------


Temos consciência de que a família é de uma importância primordial para a vida de uma pessoa.
Portanto,ao constituir um ambiente familiar é necessário que haja além de compartilhação de felicidades e vitórias,porém principalmente apoiar nos momentos díficeis e de tristezas.
É fato de que no mundo de hoje,é dificil estalecermos laços tão fortes e sinceros para sobreviver a pressão do dia-a-dia.
Por isso essa oração é tão bonita e ao mesmo tempo tão importante como uma orientação de como as famílias deveriam conviver.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o suicídio ceifa a vida de 1 milhão de pessoas por ano, mais que o número total de mortes por guerra e violência urbana por ano. Além disso, a questão do suicídio preocupa os pesquisadores em virtude das mudanças no perfil do suicida: cada vez mais jovens estão liquidando a própria vida.
Ondas de suicídios entre jovens não são raras na História Ocidental. Mas, ao contrário dos seguidores setecentistas do jovem Werther, do livro homônimo do escritor alemão J.W. Goethe, os desenlaces amorosos não estão entre os principais motivos que levam adolescentes e, inclusive, crianças a interromper a existência neste início de século.

Segundo enquete realizada entre 402 menores de 11 a 17 anos peruanos, 42.9% dos jovens de diversas condições econômicas da Grande Lima, capital do Peru, apontam o fato de não se sentir querido pelos pais como razão suficiente para o suicídio. As decepções com os companheiros aparecem como causa para o ato em 11.1% dos entrevistados.

"Desta maneira, as respostas revelam como a crise e a desestruturação familiar e a qualidade das relações no núcleo da família incidem desfavoravelmente no comportamento de garotos, meninas e adolescentes que, ao não encontrar amor, carinho, compreensão, valores e sentido para a vida, buscam no suicídio uma `alternativa de solução`", comenta a organização Ação pelas Crianças, promotora da pesquisa.

A entidade crê ser preocupante o dado de que 15.7% dos pesquisados acredita que existem razões válidas para desejar a morte, sendo a principal a citada rejeição parental, seguida dos problemas econômicos (15.9%). Quando perguntados sobre porquê outros jovens tiram a vida, as declarações se centram nos problemas familiares como medo dos pais ou temor de ser pego por eles (26.4%), não receber amor dos pais (23.6%), ou se sentir como uma carga para suas famílias (19.4%).
Quando estão tristes, a maioria dos jovens encontram refúgio na música (26.4%) ou, simplesmente, se entregando ao choro (18.2%). Esta tristeza se converteu em pensamento suicidas em 8.5% das crianças e adolescentes peruanos, sendo que 2.2% passaram da idéia à tentativa, números que a organização de apoio ao público infanto-juvenil considera como "significativo". Com estes indicativos, a entidade espera chamar a atenção da sociedade para os fatores que conduzem seres ainda em formação à mudanças emocionais que terminam em depressão e morte.

-------------------------------------------------------------------------------------------------


Essa reportagem mostra as consequências que a desestruturação familiar pode causar principalmente aos jovens, que nessa fase necessitam de um apoio maior e uma orientação mais direcionada.
A partir dos ensinamentos que recebemos de nossos pais durante a vida é o principal fator que nos guiará a sermos pessoas de valores ou não.

quarta-feira, 16 de abril de 2008

video

Essa música mostra de maneira lírica a pertubação humana quanto a seu conhecimento.

Numa época de rápidas mudanças, nos dedicamos tanto ao trabalho,ao dinheiro e bens materiais,e acabamos sem tempo para pensar em nós mesmo,nossos comportamentos e nossa vida.

O Homem, As Viagens

Quando vou parar e olhar pra mim?





O homem ao longo da história têm evoluido em termo tecnocientífico.No entanto isso o fez mais feliz?



O homem sempre procurou descobrir novos instrumentos que os tornassem mais fortes e dominadores.Desde a pré-história,o homem procurou objetos mais potentes para que na caça superasse o animal.Quando este se viu superior á força animal,se voltou contra si mesmo,conqusitando e colonizando novas terras,através de guerras.

Visto que o mundo atual já é uma unidade formada,o homem vê no espaço sideral novos lugares e com eles novos desafios a serem vencidos.

Na década de 60 , o homem após muito esforço conseguiu ir á Lua.Durante muito tempo,essa tinha sido a maior conquista da humanidade.As tecnologias foram se aprimorando de tal maneira que hoje o homem já não acha mais interessante a Lua,já busca novos espaços,como Marte,Jupiter e dentros tantos outros.
Será que foi a Lua que "perdeu a graça" ou o homem que não se sente feliz com nada?
Acreditamos que o homem primeiramente precisa olhar para si mesmo,e descobrir não em galáxias,quem é e o que o faz feliz.Talvez o seu próprio interior seja muito mais interassante e complexo do que a ilusão de ser dominador.
Precisa se descobrir e a partir daí descobrir o outro e só assim humanizar a raça humana.

Homem,transcenda pra si mesmo